31 de dez de 2013

[FOTO DO DIA] Sandy e Junior

Domingo da Gente

Hoje é o último dia do ano e, consequentemente, a última "foto do dia". Como disse no post de ontem, talvez algumas coisas mudem por aqui. O que mais tem chance de mudar é esta coluna diária... ainda não sei como ou o que fazer com ela, por isso, até o dia 6, ela estará fora do ar. Estou completando 2 anos de blog e é sempre bom renovar as coisas, né?

Hoje é um dia de falar OBRIGADA.
Quero agradecer a vocês por mais um ano juntos, mais um ano de ótimas notícias, mais um ano de trabalho intenso para manter este espaço sempre atualizado. Obrigada pela confiança, por me ajudarem a continuar com o blog (seja nos comentários, em replies pelo Twitter e até recadinhos anônimos que recebo por aqui). A cada dia que passa eu me motivo mais para fazer algo legal, diferente e que prenda a atenção de quem entra aqui.

Espero que vocês tenham gostado do nosso mês de retrospectiva e que tenham relembrado, junto comigo, os principais acontecimentos da vida da Sandy e do Junior neste ano de 2013 que acaba hoje. 
Que 2014 venha com ainda mais coisas boas, cheio de realizações, alegrias, sucesso, música e muito amor. Que possamos estar juntos por mais 12 meses, celebrando as conquistas dos dois e vibrando com tudo o que está por vir. Tenho certeza de que será um ano maravilhoso para a Sandy e para o Junior, pessoalmente falando. Espero que seja tão maravilhoso no lado profissional. Eles merecem e nós também!

Feliz Ano Novo, pessoal! 
Um abraço (apertado e lindo, como este da foto hehehe) para todos vocês.
Até 2014!

Cau*

30 de dez de 2013

[VÍDEO DA SEMANA]


Ai que coisa difícil escolher um vídeo para marcar o Reveillon nesta coluna. Não me lembro de muitas imagens dos dois que pudesse remeter a algo assim... Então, resolvi ser óbvia e procurar alguma performance no Show da Virada, que passa na Globo, todo dia 31. Para minha surpresa, achei pouca coisa... tipo, uns 3 vídeos. Difícil, galere.

Achei escolhendo a última apresentação de Sandy & Junior no especial, na virada de 2006 para 2007.Eles cantaram um remix de "Replay" e foi muito legal. Eu gosto muito dessa música e adorei o novo arranjo. Além disso, os dois estavam muito lindos, todo de branco e com cabelos lindos. Adorava quando eles participavam do Show da Virada <3

Não vou falar muito sobre Ano Novo e essas coisas, porque ainda temos um encontro no último dia do ano. Mas já deixo aqui registrado o quanto fui feliz aqui, nesta coluna, neste 2013. Me diverti, me emocionei, relembrei lindos momentos, descobri vídeos inéditos para mim, assisti muita coisa bacana. Talvez algumas coisas mudem aqui neste blog em 2014, porém uma coisa eu tenho certeza: esta coluna permanecerá! Como disse, sou muito feliz aqui! Curto muito escrever, uma vez por semana, sobre um vídeo. 

Espero que vocês gostem de visitar esta coluna tanto quanto eu gosto de fazer.

Beijos à todos e em cada um.
Cau*

29 de dez de 2013

[FOTO DO DIA] Junior Lima

Especial Roberto Carlos 40 anos

Quando fiquei sabendo que a Dexterz estava gravando o especial de fim de ano do Roberto Carlos, meu coração derreteu de felicidade e orgulho. Tocar em um especial do Rei te leva para um outro nível. É muuita coisa!! Fiquei ainda mais feliz quando soube que a Dexterz remixou um dos sucessos que estão no novo EP do Roberto. Ô felicidade!!

A participação deles foi ao ar no dia 25 e, apesar de bem rápida, foi muito legal. Só de estar em um especial de alguém tão importante, já vale a pena. 
Não sei se é verdade, mas ouvi dizer que quem escolhe os convidados é o próprio Roberto Carlos. Se for realmente isso, olhem o tamanho do reconhecimento que a Dexterz conseguiu! 

Vocês assistiram a apresentação? Ouviram o jeito carinhoso que o Roberto chamou o Junior? "Juninho Lima"... aaahh que lindo! E lá foi meu coração derretendo de amor de novo.! 

Sabem de uma coisa? Ainda não me conformo com a pausa que a banda vai dar. Não poderiam fazer isso agora, com tanta coisa boa acontecendo pra eles. Espero, muito, que essa pausa seja a mais breve possível e que logo eles voltem ao trabalho. 

Já com saudades antecipadamente...

AMO! E morro de orgulho!

Filho de Chorão, Junior e Di Ferrero homenageiam líderes do Charlie Brown

Junior Lima, Di Ferrero e Alexandre Abrão cantaram sucessos da banda


Cantores invadiram o palco do Caldeirão do Huck deste sábado para fazer uma homenagem aos dois integrantes do Charlie Brown Jr., que faleceram em 2013. Os artistas Chorão e Champignon foram lembrados por Junior Lima, o vocalista da banda NX Zero, Di Ferrero e o filho de Chorão, Alexandre Abrão, que cantaram a música “Meu Novo Mundo”.

A plateia ficou emocionada junto com o trio e o apresentador ao recordarem dos artistas. Em 2012 a banda conquistou o nono lugar no Caldeirão de Ouro com a música ‘Céu Azul’. Alexandre Abrão – filho do cantor, Di Ferrero e Junior Lima falaram um pouco da amizade que tinham. A canção "Meu Novo Mundo” é o primeiro single de trabalho do álbum La Família 013 e foi divulgada poucos dias antes do falecimento de Chorão.

Clique aqui para assistir ao vídeo.

Após revelar gravidez, Sandy prevê nocaute de Anderson Silva no UFC

Cantora foi acompanhada da família para assistir a evento de fim de ano no MGM Grand Garden Arena e torcer para o ídolo Anderson Silva.

Declaradamente apaixonada por MMA, a cantora Sandy não teve dúvidas em ir para Las Vegas acompanhar o UFC 168. Mesmo grávida de três meses, ela marcou presença neste sábado no MGM Grand Garden Arena para acompanhar o torneio que terá como luta principal a disputa do cinturão dos pesos-médios entre Chris Weidman e Anderson Silva.


- Oi, Anderson. Estamos aqui por você. Vamos torcer muito. Eu adoro MMA e fico vibrando na frente da TV. Já estou nervosa, mas vai ter nocaute do Anderson no segundo round - disse a cantora, que estava ao lado dos pais Noely e Xororó e do marido, Lucas Lima.



Fonte: SporTV

A cantora e sua família também concederam uma entrevista ao Canal Combate. Alguns trechos foram disponibilizados no Youtube. Confira nos playres abaixo:

- Sandy, Lucas, Xororó e Noely falam fa paixão pelo UFC:

- Sandy fala do novo fã do UFC que está para chegar:

28 de dez de 2013

[FOTO DO DIA] Sandy Leah

Anuncio da gravidez

Ok, esta notícia entrou na última hora. Mas como não colocar na nossa retrospectiva a notícia, referente à Sandy, mais importante do ano? Ah e claro! Alguém discorda de que esta foi a notícia mais importante?

Qual foi a reação de vocês quando souberam? Vou contar a minha!
Eu estava na cozinha com a minha mãe e minha prima, quando meu irmão desceu correndo e me disse: "Cau, tenho uma notícia pra te contar". Gelei. Quando falam essas coisas, a gente sempre pensa que alguém morreu. Aí ele falou: "A Sandy tá gravida!" 
A sensação que me deu foi se como tudo tivesse parado... demorei a processar a informação. Corri para o meu quarto pra ler e me deparo com esta foto! Um filme começou a passar na minha cabeça... lembrei de todo o crescimento dela que nós acompanhamos, todos os momentos importantes que vivemos juntos com ela. Lembrei da Sandy pequenina se apresentando nos programas de TV, depois já adolescente, depois casando e agora... mãe! 

Meu Deus!! Que loucura! Que loucura deliciosa e muito feliz.
Fiquei muito emocionada, muito feliz. Me senti realizada, porque sei que um filho era só o que faltava para a Sandy se sentir completa (ela já disse isso inúmeras vezes em entrevistas). Mais uma vez, a felicidade dela fez a minha. Mais uma vez, eu vibrei como se fosse uma conquista minha. 

É uma notícia tão maravilhosa... fiquei pensando na Sandy o dia todo. Imaginando o rostinho do bebê, imaginando o barrigão, imaginando as roupas que ela vai usar. E o show de São Paulo, marcado para Maio? Vai ser lindo demais!! 

To muito muito muito feliz. Não consigo parar de pensar nisso, de emanar boas energias, de desejar felicidades para esta nova família que está se formando. Minha cantora linda, esperando um bebê lindo... e vai ser uma mamãe linda. 

O melhor de tudo isso, é saber que eu continuo aqui, vivendo tudo isso com ela. É muito muito muito amor!! <3


27 de dez de 2013

[FOTO DO DIA] Sandy e Junior

Domingo da Gente

Estava louca pra este dia chegar. O dia de comentar aqui tudo o que achei sobre o Domingo da Gente. Na verdade, não que eu tenha muito o que dizer... porque, como vocês sabem, as palavras sempre me faltam nesses momentos. Prometo tentar escrever algo...

Quando saiu a notícia de que os dois tinham gravado um programa na Record, meu coração quase morreu de alegria. Ainda mais depois de falarem que a Sandy e o Junior tinham cantado juntos. É... isso não aconteceu. Nossa, foi dito tanta coisa que não aconteceu! Tipo: Junior cantou uma com Chitãozinho e Xororó e tocou outra enquanto a Sandy cantava. Juro que esperei muito para ver isso. Talvez até tenha acontecido, mas foi editado pela produção da Record... sei lá, pode ser.
E as chamadas do programa? "Reencontro da dupla Sandy & Junior". Hum... me iludiram! Não que precise muito para isso acontecer hehehe quando se fala de SeJ, qualquer coisa me ilude. 

O fato é que fui assistir ao "Domingo da Gente" com muita expectativa. E, quando vi o Junior só tocando e a Sandy cantando com o Xororó, fiquei um pouquinho decepcionada. Talvez os comerciais foram um pouco exagerados. A Sandy e o Junior não se reencontraram em palco, não relembraram a dupla... apenas se apresentaram juntos. Não foi nada como naquele DVD de Ch&X Sinfônico em que eles, realmente, cantaram juntos. 

Apesar de tudo isso, foi tão maravilhoso. 
Ouvir a Sandy cantar "Tente Outra Vez" foi emocionante demais. Que voz! Quanto sentimento ali. Quanta coisa boa. E só de saber que o Junior estava no mesmo palco que ela, mesmo que só tocando, foi muito bom. É uma felicidade completa, sabe? Não tem como ficar melhor. Tudo fica mais bonito, mais mágico quando os dois estão juntos. Confesso que chorei... a letra dessa música é forte, passa uma mensagem muito positiva. 

Sempre é muito bom ver a Sandy e o Junior juntos. Não importa como... pode ser a coisa mais simples do mundo... pra mim, sempre vai ser algo grande e muito maravilhoso. 

O amor por esses dois ultrapassa tudo... é a melhor parte de mim.

<3

26 de dez de 2013

Sandy anuncia gravidez

Sandy está oficialmente grávida! A cantora anunciou, em sua página no Facebook, que ela e Lucas esperam o primeiro filho. Confira:


"Oi, pessoal!

Hoje é um dia muito feliz pra mim e pro Lucas. Vim aqui pra dividir com vocês a linda notícia de que estamos esperando nosso 1º bebê!! \o/

Estou com 3 meses de gestação, me sentindo muito bem e saudável, o que é ótimo, já que pretendo trabalhar até um pouquinho antes de o bebê nascer. Não sabemos se é menino ou menina ("guri" ou "guria", de acordo com o Lucas - rs.), mas, também não importa, queremos é que venha com muita saúde e cercado de boas energias! 

Agradecemos, desde já, o carinho e a compreensão de todos, pois, como sempre foi nossa conduta em casos de assuntos pessoais, queremos manter essa maravilhosa etapa da nossa vida o mais íntima possível. Mas, toda torcida e boas vibrações são muito bem vindas!


Muito obrigada! "






Palavras não são suficientes para expressar o tamanho da minha felicidade!!
Agora passa um filme na minha cabeça... tanta coisa, tantas memórias, tantas lembranças, tantos momentos que vivi junto com ela. É tão maravilhoso acompanhar mais uma fase importante da vida da Sandy. 

Que este neném chegue com muita saúde e traga muita felicidade para a Sandy e para o Lucas.
Parabéns, casal!! =')

[FOTO DO DIA] Junior Lima

Calendário da Ampara Animal


Após o polêmico resgate dos cães da raça Beagle do Instituto Royal, a ONG Ampara Animal reuniu artistas para posar para um calendário contra a violência animal. Vários artistas foram convidados e posaram com animais da ONG ou um seu. O Junior posou com sua cachorrinha, Carlota Joaquina, que foi adotada na Ampara Animal mesmo. Inclusive, é ela que está com ele aí, nesta foto.

Saíram muitas imagens lindas de bastidores e oficiais. Esta foi a que mais gostei. 
É simples e transmite tanto amor. O jeito que o Junior está segurando a Carlota e o jeito que ela ta deitadinha nele... coisa mais linda.

Eu disse no post passado sobre o Junior, que ele arrasou este ano. Deu tantos motivos para que eu me orgulhasse dele. Uma coisa inexplicável... lindo demais.
Ele se engajou mesmo nessas causas animais. Adotou cachorrinho, posou contra a violência... muito legal isso.

E ver uma foto dessa é uma delícia também, né?
O tipo de imagem que você olha e é impossível não soltar um "aaaaawn <3" hahaha

AMO muito!!

Cau*

25 de dez de 2013

[FOTO DO DIA] Sandy Leah

Clipe "Escolho Você"

No final de Outubro, Sandy lançou o 4º clipe de sua carreira solo. "Escolho Você" é o segundo single do CD "Sim" e ganhou um vídeo super descontraído e contou com a participação especial do humorista Marcelo Adnet. O clipe ficou entre os mais vistos do mês, no canal Vevo. Não precisa de muito para entender este sucesso. Basta assistir! O clipe é muito muito muito divertido! 

Na minha opinião, é o melhor de todos da carreira da Sandy. Ela tem se superado a cada vídeo. Depois de "Quem Eu Sou", achei difícil de aparecer algum melhor. Aí veio "Aquela dos 30" e tive certeza de que nada seria mais criativo. E então, eis que ela lança "Escolho Você" e fecha com tudo! Agora, talvez não venha algo mais divertido mesmo!! Não consigo nem pensar em como Sandy pode se superar desta vez. 

E ela tá linda nesse clipe... tão simples, mas tão linda. É sempre algo que não canso de assistir. Posso fazer isso por vezes e vezes seguidas.

AMO, sempre!

24 de dez de 2013

Feliz Natal!

Queridos leitores,
Que a noite de hoje seja repleta de amor, paz, união, harmonia e luz para todos vocês! 
Que os melhores presentes sejam aqueles que são invisíveis aos olhos. 
Que Deus abençoe cada um de vocês!

Feliz Natal!!

[FOTO DO DIA] Sandy & Junior

Show do John Mayer

...e a família inteira apareceu de novo! Em Setembro, foram todos juntos ao show do cantor John Mayer. A Sandy é super fã dele e carregou todo mundo pra curtir com ela. Que coisa legal, né? Esse ano foi bom por causa disso... gosto de ver todos juntos em algum lugar, fazendo um programa bem familiar. Fico feliz nesses momentos. E o mais bonitinho é que foram todos de casal hahaha. 

E essa foto? Selecionei porque é diferente... não é aquelas típicas de fotógrafos, um ao lado do outro, posando e sorrindo. Ahh não! Essa é muito mais legal, porque estão todos olhando pro palco e prestando atenção no show. 
O mais bacana de reparar é a cara da Sandy hahaha muito fã! Muito a gente olhando pra ela, não é? Bom, pelo menos, eu fico assim. Lembro que no dia seguinte desse show, Sandy postou uma foto ao lado de John Mayer toda sorridente e feliz. Fofo que ela nos entende..

Amo esse povo tuuudo <3

23 de dez de 2013

[VÍDEO DA SEMANA]


Restam apenas alguns dias de 2013... amanhã já é véspera de Natal! Meu Deus... só eu que sinto como se este ano tivesse voado? Sei que isso é muito papo de tia, mas é a mais pura verdade. A cada ano passa mais rápido.

É claro que eu não poderia deixar de relacionar o vídeo da semana com a data que comemoraremos amanhã. Pensei um pouco antes de decidir e acabei optando por este.
É o clipe final do episódio de Natal da terceira temporada do seriado "Sandy & Junior". Se lembram o que acontece? A galera faz uma festa para as crianças da comunidade da Valdete e as armações da Patty são descobertas. Neste vídeo final, a Sandy a perdoa e as crianças estão na festa, com presentes e recebendo muito carinho de todos da turma. 

A razão de ter escolhido este vídeo é que, pra mim, ele representa muito o significado do Natal: amor, bondade, perdão, coisas boas. Olhar para o próximo... acho que este é o real espírito da data. Presentear as pessoas principalmente com o que não é material. 

Que todos e cada um de vocês tenha uma noite iluminada, repleta de sentimentos lindos para dar e receber. Muita luz e amor para todos!

Feliz Natal, com 1 dia adiantado hehehe.

Beijos.

Vídeos do "Domingo da Gente"

No domingo, 21, foi ao ar o Domingo da Gente especial com Chitãozinho e Xororó, que contou com a participação de Sandy e Junior.
Assista, nos players abaixo, aos vídeos do programa:

Amigo secreto do bem: artistas realizam sonhos de crianças carentes:


- Tudo em família: Sandy canta ao lado de Chitãozinho e Xororó:


- Junior Lima dá show na bateria em música de Chitãozinho e Xororó:


- Sandy e Junior reeditam dupla e cantam sucesso de Raul Seixas:

22 de dez de 2013

[FOTO DO DIA] Junior Lima

Prêmio Jovem

Mais uma da sessão "orgulho do Junior". Daqui pra frente, é só isso que vocês encontrarão por aqui... fatos que encheram meu peito de alegria. 

Nesta foto, a Dexterz está recebendo um prêmio no evento Prêmio Jovem. Não me lembro exatamente o nome da categoria, mas obviamente deveria ser algo sobre melhor live ou melhor projeto de música eletrônica. 
E o que mais gostei nesta imagem, é que o Junior está segurando o troféu e agradecendo ao publico. Aí, minha gente, o coração explode de alegria. Sempre torci muito pelo sucesso dele... tipo, muito mesmo!! Acho merecido demais. Fico feliz como se fosse uma conquista minha. Junior é tão bom no que faz, é tão esforçado, gosta tanto do trabalho... que é maravilhoso quando coisas assim acontecem. Este não foi o primeiro prêmio e tenho certeza de que não será o último. 

É tanta coisa boa que nem tenho palavras pra dizer. 
Merece muito. Só consigo desejar que a carreira dele seja, sempre, repleta de conquistas como esta. 

Juuuu, amor lindo <3

21 de dez de 2013

Nova foto no Instagram de Julio Torres

O DJ da Dexterz, Julio Torres, publicou em seu Instagram uma foto em que aparece com os outros integrantes da banda:

@djjuliotorres Caras e bocas! Todos felizes por acordar cedo..

[FOTO DO DIA] Sandy Leah

Pré estreia de "Mato Sem Cachorro"

Sandy gravou uma das participações especiais do filme "Mato Sem Cachorro" neste ano. Ela, que se interpretou, foi parada em uma blitz policial. Eu não assisti ao filme, mas a prévia que vi da cena, foi demais! É claro, que Sandy mandou muito bem.! Inclusive, quem viu o filme, só elogiou.

Na pré estreia que rolou em Campinas, ela esteve presente para prestigiar. No tapete vermelho, os artistas posaram com cachorrinhos, perto do slogan "Adotar É Tudo De Bom", para incentivar a adoção de animais. 

É o que está acontecendo nesta foto! Olhem que coisa mais fofa.
Sandy está com um sorriso lindo demais. Um jeito de garotinha, né? Parece que tem 17 anos de idade. Adoro esse negócio... o tempo não passa pra ela. Hahahaha. Ou melhor, passa e a gente agradece; porque a cada ano ela está mais bonita e mais jovem (depende da roupa que usa hehehe).

Eu fiquei apaixonada pelas fotos desse evento. Sandy estava, mesmo, muito linda.

AMO! Sempre!

20 de dez de 2013

[FOTO DO DIA] Sandy & Junior

Entrevista para o Fantástico

Escrever / ler a legenda dessa foto é muito legal, não é? Tão 'velhos tempos'... e era tão legal quando a Sandy e o Junior gravavam entrevistas para o Fantástico. Era sempre a certeza de que vinha coisa boa por aí. 

Em Setembro os dois foram convidados para comentar sobre a polêmica performance de Miley Cyrus no VMA, como é crescer com todos observando, como mostrar ao publico que cresceu e como lidar com a fama desde cedo. A princípio, essa matéria seria veiculada na TV, mas por algum motivo desconhecido, não foi. Ficou apenas no site do programa mesmo. Uma pena, porque eu adoraria ter gravado isso. 

Lembro quando a Sandy postou esta foto em seu Instagram e não disse muito bem sobre o que se tratava. É lógico que todo mundo surtou, viajou, pensou um milhão de coisas diferentes hahahaha é muito gostosa essa sensação, essa coisinha de ansiedade que da as vezes. Mesmo que depois não seja nada do que a gente pensou, é legal. 

Olho essas fotos e, gente, não consigo não pensar... haha como seriam lindos se ainda estivessem juntos. Essa foto tá linda... eu morri e ainda morro de amores por ela. 

AMO, sempre! <3

19 de dez de 2013

Sandy está em uma vibe positiva e produtiva. Confira entrevista

Cantora passou por porto alegre no domingo, dia 8 de dezembro, para divulgar o álbum Sim

 Porto Alegre - Sim é o nome da turnê e do novo álbum de Sandy. Simples assim. Apenas três letrinhas que ela usa para reafirmar uma fase muito positiva na vida e na carreira. A compositora e intérprete do hit Aquela dos 30 (um autorretrato musical que ganhou clipe e alcançou quase 2 milhões de views) está de volta aos palcos. E quando chegou ao Teatro do Bourbon Country no domingo da semana passada, dia 8, na capital gaúcha, já havia passado por dez cidades brasileiras.

No final de 2012, Sandy já vinha de uma vibe “intérprete segura” ao lançar o EP Princípios, Meios e Fins. Ela diz que quer conter a ansiedade e dar uma descomplicada geral na vida. A fase é autoral, cheia de ideias e energia. “Tudo ao mesmo tempo, sim, mas no meu tempo”, destaca. Sandy não quer ficar de fora de nada em relação ao show. Cuida pessoalmente de tudo, até da luz que incide em seu rosto durante a entrevista. 

Sempre conectada a todos a seu redor, ela agora relaxa mais porque sabe que se cercou de feras. Para a direção geral da turnê, a escolhida foi Romi Atarashi, que já trabalhou com Lenine, Lulu Santos, Marcelo D2, NXZero, Ira! e a própria dupla Sandy e Junior. A direção de arte e a fotografia ficou com Isabelle Bittencourt. O cenário se vale de um projeto de iluminação que valoriza tecidos transparentes e sobrepostos, com estampas primaveris em tons que variam conforme a luz.

Ao Bah!, ela falou ainda de seu lado atriz, porque continua requisitada na TV e no cinema. Neste ano, fez uma participação especial como ela mesma na novela Sangue Bom, ao ser entrevistada por Amora (Sophie Charlotte), e participou de Mato Sem Cachorro. No início de 2014, volta às telonas com Quando Eu Era Vivo, ao lado de Antônio Fagundes. Confira:

Bah! - Você acha que o mundo anda complicado e por isso é preciso dizer mais “sim”?
Sandy - Sim, eu sou uma dessas pessoas que complicam (risos)! Que pensam demais. “Sim” é uma palavras simples e forte ao mesmo tempo. Positiva e certeira.

Bah! - O público gosta de te ver atuando na TV e no cinema. Como você consegue conciliar o lado atriz com a cantora?
Sandy - Tem o longa Quando eu Era Vivo, com Antônio Fagundes, que deve estrear nesse início de ano. E saiu de cartaz há pouco a comédia Mato sem Cachorro (na trama, Sandy faz uma cena desafiadora, quando aparece bêbada e vomitando em cima de um policial durante uma blitz). Foi uma participação pequena, mas gosto muito de me desafiar como atriz e quero aproveitar cada oportunidade. São convites que me interessam, mas é preciso encontrar brechas na agenda de shows, gravação, etc.

Bah! - Por influência do Lucas Lima, seu marido e o diretor musical de Sim, você pensa em gravar músicas gaúchas? Conhece o trabalho de compositores aqui do Sul?
Sandy - Olha, meu CD e show são autorais neste momento. A Elis, claro, ouço, admiro, sempre. Mas a Família Lima fez um trabalho em homenagem à cultura musical gaúcha. E, entre as composições selecionadas, tem Somos Quem Podemos Ser (Sandy cantarola a música), do Engenheiros do Hawaii. Que letra linda!

Bah! - E você conhece talentos gaúchos mais recentemente revelados, como o Filipe Catto?
Sandy - Não, não conheço. (Sandy olha para a sua produtora, que responde que Filipe é da mesma gravadora que ela, a Universal). Mas muito obrigada pela dica. Filipe Catto... Vou ouvir com certeza!

Fonte: Diário de Canoas

[FOTO DO DIA] Junior Lima

Rock In Rio

Dando continuidade à nossa retrospectiva... to gostando de fazer isso. É um jeito de ver o que foi importante durante o ano. Inclusive, gosto dessas coisas de fazer um especial. Quem sabe não faço mais disso no ano que vem? Estou aberta à sugestões, hein!

Voltando ao post de hoje... Dexterz no Rock In Rio!
Quão legal foi isso?! Foi muito!!! Apesar do tanto de coisa ruim que falaram e do tanto de nota maldosa que saiu, foi muito legal. 

O Rock In Rio é um evento que só participam os melhores músicos de cada segmento. E só o fato de eles terem sido convidados e terem encarado a situação, já valeu a pena. 
Eu sempre adoro quando acontece um negócio desse. Gente, Rock In Rio... é muito importante! É, tipo, um evento mundial... é muito grande. Além disso, foi a segunda vez em que Junior tocou lá. E isso é ter muita moral. Significa que ele foi um dos melhores duas vezes!! Hahaha.

Dá muito orgulho, sabe?
Fazendo esta retrospectiva, percebi o quanto de orgulho que o Junior me deu neste ano. Ahh mas foi muito! 

É proporcional ao meu amor por ele... <3

Cau*

18 de dez de 2013

[FOTO DO DIA] Sandy Leah

"Um Barzinho, Um Violão"

Por alguns motivos, eu fiquei muito feliz quando a Sandy foi anunciada como uma das participações deste projeto! 
Primeiro porque vê-la em qualquer coisa diferente é legal. Ouvir outras músicas na sua voz é sempre muito bom. Depois, porque o projeto é muito bacana... a proposta de algo mais simples me agrada. 

Fiquei ainda mais feliz quando vi as músicas que ela cantaria: "Meu bem, meu mal" e "Meu Bem Querer". A primeira já a ouvimos cantar em um especial da Rede Globo (não que fosse menos legal por causa disso... só seria menos surpresa!); mas a segunda era inédita! E ahh meu Deus... que coisa perfeita foi aquilo? A letra é linda e Sandy, simplesmente, arrasou. Ok, e quem pensou que seria diferente? Ela sempre arrasa. Adoro quando ela canta esse tipo de música suave, com a letra bem romântica... acho que combina com a voz. 

E eu tenho sempre que fazer o comentário fútil... a Sandy estava linda!!
Vestido, penteado (principalmente), sapato, esmalte, tudo. Impecável. E esse sorriso? Ahh esse sorriso! Perfeito!

AMO, sempre! <3

6 anos do último...

Dia 18.12. Há exatos 6 anos tudo mudou pra sempre... tudo acabou, tudo passou a ser memória. Há 6 anos a minha vida não é mais a mesma, não tem 100% do brilho que costumava ter. Há 6 anos, a Sandy e o Junior realizavam o último show como dupla.

É difícil dizer alguma coisa hoje. Parece que todos os anos, desde 2008, a gente repete as mesmas palavras, a gente revive os mesmos sentimentos... parece que todos esses anos são iguais. Até por esse motivo eu não quis fazer um especial, um post cheio de dados, fotos e vídeos. Preferi algo menor e bem pessoal... como sempre fiz. 

Sou capaz de me lembrar de cada minuto daquele último show. A emoção da Sandy na primeira música. O choro do Junior em "Super Herói"... um daqueles que finalmente encontram o momento certo para se libertar. As câmeras documentando tudo. A Sandy cantando pro Junior e ele, mais uma vez, chorando muito. O trechinho da tão pedida "Dias e Noites". A participação da Ivete Sangalo. Os presidentes e vices em "Tudo Pra Você". A última música. Aquele último abraço... os dois ajoelhados no palco... lágrimas do lado de lá e do lado de cá... despedida... cortinas se fechando... luzes se acendendo... fim. Quase 2 horas do show que marcaria o término de uma parceria de 17 anos. Só quem esteve lá, sabe realmente o que foi isso. Só quem esteve lá entende o clima em que os fãs estavam. Acho que se pudéssemos parar o tempo e segurar aqueles últimos momentos com as mãos, teríamos feito sem pensar duas vezes.

Hoje, quando revejo minha vida durante esses 6 anos, percebo que muita coisa mudou no exato momento em que as cortinas do Credicard Hall se fecharam. Eu perdi muito. Acreditem ou não, depois daquele dia, a sensação é a de sempre faltar alguma coisa. Sempre soube a força e o poder que o "&" tinha, mas nunca pensei que fosse tanto. Sabia que esta data sempre mexeria comigo, mas não imaginava que mesmo depois de tanto tempo eu estaria aqui, em um espaço dedicado à Sandy e ao Junior, escrevendo sobre como tudo isso ainda é muito vivo em mim. 

As vezes é estranho falar sobre "fim". Mesmo depois de tanto tempo, não consigo aceitar essa palavra. Não dá pra dizer que uma história como a de Sandy & Junior chegou ao fim. Acho injusto com as nossas recordações, com tudo o que a gente viveu. É injusto com tudo o que ainda vive. A carreira deles sempre vai existir, porque ficou marcada em cada pessoa que acompanhou, ao menos, um pouquinho disso tudo. 

Pra mim, o dia 18.12.2007 foi como uma passagem, um ritual de transformação que marcou apenas uma separação física. Para além do que os olhos podem ver, os dois continuam juntos. 

A Sandy e o Junior sempre foram e ainda são dois dos pilares que me mantem em pé. Tipo um porto seguro, o lugar que sei que posso voltar ; o meu ponto de recomeço ; onde eu lembro de quem eu sou... um alicerce mesmo! 
Tudo ainda está intacto, intocável, protegido. Todo o amor... sempre para eles, incondicionalmente para eles. E isso, nenhum "último show" é capaz de por um fim. 



E o grito de "inseparáveis" continua ecoando dentro de mim.

Saudades, sempre.

Cau*

17 de dez de 2013

[FOTO DO DIA] Sandy e Junior

Casamento do Douglas Aguilar

Este casamento foi, tipo,um amor enorme!!
Primeiro, Sandy postou uma foto com a Fernanda Rodrigues no Instagram. Dali a pouco, um monte de fotos começaram a pipocar nas redes sociais... 

Algumas são melhores do que esta. Porém, tive uma razão para escolhê-la: essa lousa com o "15 anos de história". Own meu Deus!! Quanta coisa boa cabe nessa frase, né? 15 anos de história deles... e nossa também. Afinal, quem não lembrou da Ritinha, do Mau, do Basílio e do Gustavo ao ver essa foto? Eu lembrei, na hora... me deu saudade do seriado, recordei muita coisa... lembrei dessa tal história de 15 anos. 

Não tem como... toda a trajetória da Sandy e do Junior marcou demais. E as pessoas todas que fizeram parte disso, também. Acho que principalmente o pessoal do seriado, porque foram 4 anos de "convivência" semanal. Nunca vou conseguir olhar para eles como atores... hahaha pra mim, sempre serão os personagens que eu aprendi a amar. E até hoje, adoro todos. 

Pensei e pensei em um jeito de terminar este post e lembrei de uma música que, pra mim, resume tudo:


♪ Uma história de amor, de aventura e de magia... ♪

AMO! <3

Entrevista de Junior para a Revista Status

Um dos músicos mais famosos do Brasil, ele fala das angústias de ser uma celebridade, do prazer em fazer supermercado e da fama de gay que o persegue. 

por: Piti Vieira
foto: João Castellano 


O campineiro Durval de Lima Junior, 29 anos, faz música desde 1989, quando tinha 5 anos de idade. Irmão de Sandy e filho de Xororó, ele já tocou com artistas que vão de Caetano Veloso e Milton Nascimento a Andreas Kisser e Seu Jorge. Em dupla com a irmã, lançou 15 discos (sem contar as 23 coletâneas) que, juntos, venderam mais de 15 milhões de cópias. Trata-se de um dos nomes de maior sucesso no mercado fonográfico brasileiro. Para efeito de comparação, Fábio Júnior, que tem o dobro de álbuns lançados, precisou de 35 anos para vender quantidade semelhante.

Juninho, como é chamado pelo pai, já fez de tudo um pouco. Protagonizou um seriado na Rede Globo, participou de filmes e foi diretor musical numa peça de teatro. Atualmente, está em uma fase completamente diferente de sua carreira. Depois de colocar um fim à dupla Sandy & Junior, em 2007, e participar de duas bandas, Soul Funk e Nove Mil Anjos, onde tocava bateria, o atual projeto do músico é o grupo Dexterz, de música eletrônica, composto também por Julio Torres e Amon Lima. O trio, que foi uma das atrações do palco eletrônico do último Rock in Rio, viaja o Brasil todo para tocar em festivais e clubs até para mil pessoas. “Pequeno para o que estou acostumado”, diz ele, que em 2002, quando ainda se apresentava com a irmã, chegou a levar nada menos que 70 mil pessoas ao Maracanã tornando-se os primeiros artistas brasileiros a fazer show solo no maior estádio do Brasil. A multidão se compara ao número que compareceu para assistir à apresentação do U2 no estádio do Morumbi, em São Paulo, em 2006.

Aos 5 anos, com a irmã, Sandy

O músico, que atualmente é noivo da modelo Mônica Benini, recebeu a Status em seu apartamento em São Paulo, no bairro dos Jardins, para onde se mudou em 2008. Em uma conversa descontraída, Junior falou sobre música eletrônica e sertaneja, da paixão pela fotografia, do único arrependimento em 23 anos de carreira, da mania de desvalorizar as coisas que faz e da fama de gay que o persegue.

Qual é a diferença entre fazer música eletrônica, rock e pop?
– Em cada gênero estive representando um papel diferente como músico. No pop eu era vocalista. No rock, baterista. Então, é difícil comparar. Dentro da música eletrônica eu acabo tocando uma coisa mais próxima da percussão. Mas uma diferença básica é que hoje não precisamos ensaiar. Como a base (programada eletronicamente) já está pronta e vamos tocar em cima disso, não demanda tanta energia (como é a) de coordenar uma banda para todos soarem como uma unidade.

– O que você tem ouvido de música eletrônica?
– O último disco em que fiquei bastante vidrado foi o do Daft Punk (Random access memories). Gosto muito de Soulwax, que faz um gênero mais pesado, bem diferente do que a gente toca, que é mais house. Os franceses SebastiAn, Breakbot, Sébastien Léger, os ingleses Nic Fanciulli e Bonobo, uma galera do deep house, enfim, muita gente.

Com a banda Dexterz

– Você sabe discotecar?
– Me viro. Tenho uma coleção de vinis, que comecei faz dois anos. Devo ter quase uns 300 discos, variados.

– Que tipo de música você gosta de escutar no dia a dia?
– Depende do meu estado de espírito. Ultimamente foquei na música eletrônica ou em músicas que tenham influência do gênero, porque é o som que tenho feito. Mas também gosto de rock e funk dos anos 70.

– Sertanejo não?
– Não (risos). O único que consome sertanejo na minha família é o meu pai.

– O que você acha da música sertaneja feita hoje no Brasil?
– O que sei dos sertanejos eu acabo recebendo pelo meu pai e pela minha mãe. Ou então pela tevê, quando assisto a algum canal aberto. Do que eu vi, algumas coisas são até legais, mas tem muita coisa misturada, que começou a dar certo e tem muita gente tentando fazer igual. O número de duplas é tanto que eu nem consigo mais decorar os nomes. Então, nessa fase é normal que haja muita coisa de baixa qualidade. A gente até brinca que o melhor “warm up” que tem é de sertanejo (risos), porque a pista fica fresca e a hora que entra a batida da música eletrônica costuma bombar bastante.

– E como foi sua aceitação pelo público da música eletrônica?
– Quatro anos atrás, quando comecei a tocar nesse projeto, achava que fosse ser difícil. Mas não. Fui muito mais aceito pelo público da música eletrônica do que pelo do rock. Na época do Nove Mil Anjos eu tinha que me esforçar o triplo para conseguir provar o meu valor como baterista.

– É estranho não estar mais na linha de frente?
– É confortável (risos). Eu prefiro, porque é uma exposição grande quando se atinge o ponto a que eu e minha irmã chegamos. Ter a oportunidade de dar esse passo atrás e continuar vivendo de música, fazendo um monte de shows, foi a melhor coisa que podia ter acontecido.

– Como é o seu dia a dia? É fácil para você sair na rua?
– Hoje em dia é bem mais tranquilo. As pessoas ainda me abordam, mas é uma abordagem mais tranquila, eu consigo caminhar sem ter de ficar parando a cada passo que dou.

– Mas você consegue ir ao supermercado, por exemplo?
– Vou. Mas olha que bizarro: eu sentia falta de fazer supermercado. Eu tinha uma vida maluca, irreal. Hoje em dia sou bem menos refém do meu nome. Vivo mais à vontade.

– Você sempre quis ser músico?
– Sempre. Quando tinha 3 anos ia ao show do meu pai e grudava no baterista. E eu tinha ritmo. Ficava do lado dele, durante os shows, atrapalhando. Filho do cantor, né? Ele devia odiar (risos). Até que ele me deu um par de baquetas. Aí eu comecei a tocar em tudo quanto era objeto em casa e acabei quebrando umas coisas. Para evitar mais prejuízos, meu pai mandou fazer uma bateria pequena para mim. Na época, não tinha para comprar. Passou um tempo e eu fui abandonando a bateria, porque comecei a perceber que fazia muito barulho e não queria atrapalhar. E fui para o violão.

– Nunca pensou em seguir outra carreira?
– Atualmente, tenho uma paixão quase equivalente, que é a fotografia. Gosto de fotografar coisas cotidianas, enxergar beleza onde as pessoas geralmente não enxergam. No ano que vem tenho a intenção de fazer uma exposição. Minha noiva é modelo e também é apaixonada por fotografia, inclusive foi uma das coisas que aproximaram a gente. Foi nosso primeiro elo.

– Como lida com as críticas?
– Você aprende a ponderar. E é bom. A gente evolui através das críticas. Mas teve uma fase em que eu ignorava tudo. As pessoas te tratam como se você fosse um objeto, se sentem no direito de ficar apontando coisas e julgando. Com a mídia é a mesma coisa. E 90% das vezes julgam boatos. Chegou uma hora em que comecei a ficar calejado. Sei que vai passar.

– Isso piorou com a internet?
– Ficou mais amargo. As pessoas têm muita facilidade de odiar hoje em dia. Por qualquer motivo. E não dá para xingar de volta. As consequências são muito maiores. Às vezes eu adoraria poder fazer isso também. Tenho uma conta no Twitter, mas parei de usar, porque tudo o que colocava lá era interpretado errado. Hoje meu Twitter é quase uma extensão do meu Instagram. Mas eu não gosto de redes sociais. O Instagram me pegou por causa da fotografia. Tanto que meu perfil é mais foto conceitual.

– Você faz terapia?
– Há bastante tempo. É fundamental. Ainda mais tendo a vida que tive. Se eu não fizesse terapia, acho que ia ser maluco. Eu sou uma pessoa que gosta muito de olhar para dentro.

– Você deve ter crescido com muita gente o bajulando. Como foi o processo de saber quem realmente gostava de você e quem só estava interessado em alguma coisa?
– Ainda acontece. Tem muita gente que é boa em ocultar as verdadeiras intenções. Quando era moleque, foi difícil enfrentar isso. Tive muitas decepções. Já me disseram que eu deveria chegar desconfiando e a pessoa ir ganhando minha confiança aos poucos. Mas não consigo viver assim. Prefiro dar o crédito antes. Sou muito de sentir as pessoas e me considero uma pessoa sensível nesse sentido. Tem gente com quem, de cara, eu me sinto bem e troco ideia e tem gente que não me desce, mesmo sem me dar motivo. É difícil eu errar nesse ponto. A energia para mim é uma coisa importante.

– Quem você procura quando precisa de um conselho?
– Quando a coisa está séria, a minha terapeuta (risos). Mas também minha noiva, meus pais. A família nessas horas é importante. São as pessoas em que mais confio.

– Já teve que brigar com seu ego para não se sentir mais do que deveria?
– Ao contrário. Brigo constantemente com meu ego para não me sentir por baixo. O que é engraçado, porque eu tinha tudo para ter um ego inflado. Quando era moleque, todas as vezes em que eu tinha uma postura um pouquinho mais superior, em qualquer sentido, minha mãe me dava um come: “Moleque, você está se achando melhor que alguém? Por que você tratou fulano dessa forma?”. Aquilo ficava ecoando na minha cabeça. Tenho mania de desvalorizar as coisas que faço e que construí, e valorizar mais os outros do que a mim. Isso é uma coisa que nunca falei em entrevista. Teve uma hora em que percebi que minha carreira era o pilar central da minha vida. E isso estava errado. Quando tirei o Junior Lima desse papel principal, comecei a me sentir completamente vazio. Aí, fui atrás de me preencher de outras formas. Cresci tão observado, com a necessidade de agradar, de ser legal, de ser querido, de ser bonzinho, que tive de eliminar isso. Não quero mais saber a impressão das pessoas a meu respeito.

– Você gosta de ser uma celebridade?
– Reconheço que tem vantagens, mas preferia não ser. Eu trampo com música, me dou o direito de fazer só o que gosto e não trabalho para me sustentar, mas por amor à arte. Aos 29 anos você pode dizer: isso é do caralho. Mas, no geral, eu não gosto. Para mim, eu sou muito mais músico do que celebridade. Aí, a celebridade ganha uma proporção que me incomoda.

– O que o incomoda mais?
– A falta de privacidade, a sensação de estar sendo sempre observado e julgado. Não tenho direito de usar um boné ou óculos escuros que já estou disfarçado. Porra, eu uso grau.

– Você fica procurando para ver se tem paparazzi por perto?
– Acabo vivendo numa certa paranoia. Acontece tanto de eu estar em um restaurante e notar alguma pessoa próxima com o celular apontado para mim que me pego direto olhando tudo à minha volta. É um exercício constante de superação.

– Quando você colocou a mão no seu dinheiro pela primeira vez?
– Eu não tinha a liberdade de usar quando quisesse, mas sempre foi meu. Com 7 anos eu já fazia shows. Lembro de uma época, no meu colégio, em que todo mundo tinha mesada e eu queria me sentir igual aos meus amigos. Pedi para o meu pai e ele começou a me dar uma grana, não lembro o valor. E eu não gastava. No segundo mês já falei para ele desencanar. Quando queria uma coisa, eu pedia. Mas nunca fui muito consumista. Meus pais falavam que eu devia guardar meu dinheiro, mas que também não podia guardar demais para não virar pão-duro. Minha primeira compra mais cara foi meu primeiro carro (uma BMW esportiva modelo X5), aos 18 anos.

– Você estudou até qual ano?
– Até o colegial. Não fiz faculdade.

– Você frequentava a escola normalmente?
– Sim, o único privilégio que eu tinha no colégio, por ser artista e trabalhar, era não ter limite para faltas. Tinha que fazer todos os trabalhos, todas as provas. Os professores até pegavam no meu pé para provar que não tinha proteção. Mas quem mais deixava o freio de mão puxado para não perder aula era a minha irmã. Ela defendia com unhas e dentes o colégio. Eu queria trampar. Vamos aí, foda-se o colégio. Quando cheguei ao terceiro colegial, ela já tinha se formado e estava disponível para ir a todo vapor. Eu não ia prestar vestibular e todo mundo no colégio estava voltado para isso. Na minha cabeça aquilo não fazia o menor sentido e eu só tinha que cumprir tabela. Eu já sabia o que queria ser, já tinha a minha carreira. Hoje eu sinto falta de muita coisa daquela época.

– Você gostava de estudar?
– (Silêncio). Gostava de estudar bateria, guitarra (risos)…

– Com o que você mais gasta dinheiro?
– Talvez com o meu carro, que precisa ser legal para não sofrer com a blindagem. Eu me dei um padrão de vida confortável, estou mudando para um apartamento maior porque eu sinto falta de ter um estúdio em casa. Meus gastos são minhas necessidades, eu não gosto de ostentação. Não é assim que enxergo o mundo. Gosto de viajar. Em viagem eu não economizo muito. Acabei de passar um mês em Los Angeles. Aluguei um apê gostoso, na beira da praia.

– Não gasta em roupa?
– Gasto porque preciso. Têm os shows, programas de tevê, e aí não dá para ficar indo sempre com a mesma roupa.

– Você se acha vaidoso?
– Não sou um cara que fica se olhando no espelho.

– Pratica algum esporte?
– Jiu-jítsu. Sou faixa roxa.

– Você se acha bonito?
– Me acho numa média boa. Não faço feio.

– Se arrepende de algo que tenha feito na sua carreira?
– O único arrependimento em 23 anos de carreira foi a merda da foto que fiz com uns miojos. Fico pensando por que não falei não. Eu fiz um ensaio uma vez para uma revista teen. Na época, eu era adolescente. E não sabia falar não. Eu era um moleque bonzinho que falava sim para tudo. O ensaio era sobre os sete pecados capitais. Uma foto para cada pecado. No da gula eles resolveram que eu deveria entrar em uma banheira cheia de macarrão e fazer uma cara de que o macarrão estava uma delícia. Só que não tinha banheira nem macarrão. Eles pegaram uma banheira de bebê e encheram de miojo. Fiquei com as pernas peludas para fora. Devia estar com 15, 16 anos. Um negócio escroto, nojento. Passou-se muito tempo, naquela época mal tinha internet, e alguém jogou aquela foto na rede. Desde que isso reapareceu eu falei muito sobre essa história nas redes sociais, mas vira e mexe algum desavisado tromba com a imagem e vem me perguntar o que é aquilo. Tomara que meus filhos não vejam essa foto.

– Quais são seus planos para o futuro?
– Quero casar, mais para a frente ter os meus filhos. Minha carreira artística virou um prazer. Meu foco hoje é pela minha realização pessoal.

– O que mais o encantou na sua noiva?
– A alma artística. Ela é designer de acessórios e joias. Ama fotografia e música. A gente é muito parecido. Rolou uma conexão muito forte.

– Você não teve muitas namoradas famosas. Prefere as anônimas?
– Naturalmente já tenho preferência pelas anônimas, pessoas que me deram o outro lado, que me apresentaram um mundo mais palpável.

– O que pensa sobre o casamento?
– Eu não acreditava. Isso porque venho de uma família em que o casamento é super sólido. Mas sei que eles são exceção. Pena, porque é uma coisa que todos deveriam ter, de encontrar uma pessoa que acrescente, de descobrir no casamento uma parceria.

– O que é mais difícil numa relação entre um homem e uma mulher?
– A convivência. Quando se perde o respeito e a confiança, perde-se a relação. Tem muito homem achando que é moleque, querendo fazer balada e pegar a mulherada. Porra, mano, sério que até hoje esse é seu esporte? Passa para outra. Não dê tanta importância para isso. Existe uma supervalorização dessa coisa de pegar mulher.

O músico com a família e a noiva

– Você acha difícil ser fiel?
– Não. Nos meus outros namoros, por mais que eu não estivesse com a mulher da minha vida, enquanto estava namorando, sempre tentei fazer direito. Sempre fui sério. Aprendi isso dentro da minha casa e tento seguir à risca, porque sei que é a fórmula que dá certo. É preciso abrir mão de certas coisas para ter outras. Não adianta você mentir para a sua mulher e achar que a sua relação é de verdade.

– Essa história de as pessoas ficarem questionando a sua sexualidade, como começou?
– A primeira vez que ouvi alguém dizer que eu era gay foi quando dei uma entrevista e a repórter me perguntou se eu era virgem. Eu disse que não era mais, fiquei todo contente em dizer isso. Aí vieram me contar que na redação da revista, quando leram isso, um cara disse: “Mas ele não é viado?”. Foi quando percebi que tinha essa fama. Adolescente, você ser chamado pelo País de gay, por mais que você não tenha preconceito, me incomodou muito. Porque eu não sou. Na época, eu estava craque em me anestesiar sobre algumas coisas e fingi que não vi. Fui deixando adormecido aquilo. Até um dia que não deu mais. Foi quando dei aquela xingada no Twitter e piorou tudo (em 2009, ele escreveu no microblog: “Depois de tanto tempo voltei a escutar nego me chamando de gay por aí… quero deixar claro q não sou preconceituoso, mas VÃO A M…!!!”). Teve um tempo em que isso até me ajudava a pegar mulher. Elas ficavam curiosas e eu ia lá e pá! Já me conformei em ter que conviver com isso por muitos anos. Talvez quando eu casar e tiver filhos pare uns 90% (risos).

– Você acha o brasileiro muito machista?
– Acho o mundo muito machista. E tem muita mulher que também se coloca nessa condição.

– É a favor do casamento gay?
– Sou a favor. É burro esse tipo de preconceito. Já deu para entender que as pessoas são diferentes umas das outras. Todo mundo tem direitos iguais.

 Fonte: Revista Status

16 de dez de 2013

[VÍDEO DA SEMANA]



(Antes de começar a escrever sobre o porque de ter escolhido este vídeo, quero fazer uma observação! A sua reprodução é restringida em alguns sites... inclusive neste! Então, para assistirem, clique aqui.. Apesar disso, quis deixá-lo aqui, por causa da miniatura e para não ficar incompleto.)

Na quarta feira desta semana o último show em dupla completa 6 anos! Seis anos... é muito tempo. Enfim, não quero começar a falar muito sobre isso hoje... prefiro guardar para quarta.
No ano passado, fiz um super post com fotos e vídeos dos momentos mais marcantes. Confesso a vocês que, neste ano, não tenho ideia do que farei. Na verdade, sempre me programo para este dia, só que desta vez, nem vi o tempo passar. Talvez eu tente fazer o que não consigo há um tempo...

Não sei se vocês pararam pra pensar no que vou dizer, mas este ano será estranho. Vejam só porque: na quarta, dia 18, seis anos que tudo acabou oficialmente. No domingo, dia 22, a Sandy e o Junior estarão juntos no Domingo da Gente. Também não sei o quanto essas datas mexem com vocês... comigo mexem muito. Parece que volto no tempo e revivo todo o sentimento que ainda é muito vivo em mim. E contando com este fato que comentei acima, vai ser louco! Vou oscilar entre o triste e o muito feliz. Domingo vai ser um dia especial... ai meu Deus, mal posso esperar para que ele chegue.

Enquanto ainda é segunda feira e a quarta vai chegar antes, vamos entrando no clima da despedida... 
O vídeo que escolhi é aquele clipe que surgiu não lembro bem de onde, com uma seleção de cenas da última turnê ao som de "Inesquecível". Aquela coisa linda, que mata todo mundo a cada vez que a gente assiste. 

Dá saudade...dá vontade de chorar... ainda dá vontade de que nada tivesse acabado...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...